• Kate Chang

ATUALIZAÇÃO #2

SELEÇÕES


Obrigada por visitar o nosso site.


Recentemente, muitas marcas e designers têm perguntado por que estamos selecionando um grande número de marcas, e quais são os nossos critérios de seleção.


Nós não temos tempo para responder sempre individualmente a cada consulta, e assim, em nosso site aqui, gostaríamos de fazer uma explicação sobre este ponto, de modo que no futuro não devemos responder a todas as perguntas uma de cada vez.


Quero explicar que, nós realmente precisamos selecionar muitas marcas. A razão para isso, é que na China, há vários estágios de desenvolvimento no país e em toda a região, e não é uma sociedade homogênea.


A China tem 56 minorias étnicas diferentes, falam línguas diferentes, há religiões diferentes e, claro, situações económicas diferentes; é um mercado muito amplo, com muitas variações. E dada a estratificação do mercado da China, há diferentes níveis de clientes a serem atendidos, dado o ainda desigual desenvolvimento do país de hoje, eles têm necessidades e preferências diferentes. Existem cidades de Tier 1, Tier 2, e mesmo Tier 3, de modo que o preço, e estética, tem uma ampla gama para cobrir.


Então as marcas que selecionamos devem ser diversificadas o suficiente para satisfazer os vários gostos e preferências deste mercado.


Ao mesmo tempo, a cultura das regiões circundantes no Extremo Oriente também não é a mesma coisa. O ponto de vista da moda não é o mesmo.


Então, quando se trata de selecionar um número maior de marcas, e designers, os consumidores terão muitas opções para selecionar.


Além disso - os números maiores ajudam uns aos outros de muitas maneiras: mais pessoas significa mais poder de negociação, com fornecedores, com fábricas, com influenciadores. Podemos obter melhores preços para apoiar cada um dos nossos designers, em cada categoria diferente em que trabalham.


Podemos reduzir custos, e então podemos apoiar cada marca por mais tempo, para ir mais longe.


Assim, no geral, isso nos dará também uma vantagem competitiva - não só tendo desenhos únicos, mas mesmo com o custo, seremos capazes de competir.


Além disso, mesmo a marca mais talentosa, não pode ganhar sozinha na China.


Nós pensamos que seja como em um jardim, mesmo a flor mais bonita passará despercebida, a menos que tenha um jardim cheio ao seu redor para realçar sua beleza.


Ao mesmo tempo, pode haver concorrência interna e, devido à concorrência interna, fará com que todos trabalhem mais e sejam melhores, que ganhem mais colectivamente, no mercado.


Em relação aos nossos critérios de seleção, estamos focados na originalidade, personalidade e oferecer algo que seja muito representativo da cultura, ou da geografia, de onde cada marca é baseada, e de onde cada marca é. Por exemplo, algumas marcas baseadas na Sicília, os desenhos realmente refletem essa influência, e outros são do sul da França, por exemplo, e Milão e Roma, e cada uma de suas marcas tem alguma característica representativa de sua cidade natal.


A razão pela qual isso é importante é que, na China, as pessoas respeitam e realmente amam a cultura ocidental, e as gerações mais jovens em particular querem ir e experimentar a moda e cultura específica de cada uma das diferentes regiões. A fim de mostrar os aspectos únicos da sua própria personalidade e individualidade, estes consumidores estão à procura dessas experiências, e esta tendência está a tomar forma muito rapidamente; eles até viajam para a Europa, quando possível, para ter uma experiência mais imersiva, e compreender a cultura europeia de vários ângulos - desde a comida, ao entretenimento, à moda. Eles então trazem esse sentimento com eles de volta para casa na China, mantendo o carinho e curiosidade para os lugares que visitaram.


Por exemplo, eles vão tomar presta atenção nas iguarias locais, e especialidades, se é um tipo particular de vinho tinto, ou mel, ou outro tipo de produto local que é realmente único e indicativo dessa região em particular.


Nosso projeto é centrado neste sentimento, e como resultado, estamos procurando aquelas marcas menores que podem satisfazer o desejo desses consumidores de mostrar seu próprio status e personalidade para o mundo, e que não é apenas através de seu dinheiro, mas através de seu gosto, através de suas muitas viagens e compreensão da Europa.


Ao mesmo tempo, acreditamos que estamos em um ponto de inflexão na indústria da moda - em todos os lugares do mundo, as mudanças que ocorrem agora na moda são impossíveis de ignorar.


Mckinsey & Company publicou a pesquisa, mostrando que 2019 é um ponto de viragem na "história" da indústria de vestuário de moda da China. A sua investigação declarou que a China irá substituir os EUA como o maior mercado único na indústria de vestuário do mundo em e a partir de 2019. Na verdade, a China tornou-se gradualmente um dos líderes de mercado em iniciar tendências globais na moda mundial. Isso é evidenciado pela atitude de muitas marcas importantes. Por exemplo, Ermenegildo Zegna, a icônica marca de moda masculina italiana, disse que quando a empresa quer sentir o pulso de clientes de luxo, Nova York não é mais um lugar para experimentar novos produtos. Em vez disso, eles disseram: "Agora estamos testando coisas novas na China, e se funcionar, nós os trazemos para todo o mundo". Essa quantidade de atenção prestada, por si só, é algo que teria sido inédito há apenas uma década atrás.


Embora o mercado de moda da China seja enorme, seus padrões de distribuição são bastante dispersos e fragmentados porque o desenvolvimento do mercado entre cidades Tier 1, Tier 2 e Tier 3 é diferente em seus ritmos e demandas. No entanto, é útil olhar para trás, para o seu desenvolvimento nos últimos quarenta anos, porque podemos ver a evolução deste mercado de forma mais clara, e realmente agarrar a grande oportunidade que temos aqui; podemos sentir o que estamos realmente à fazer.


A procura da moda pelos consumidores chineses não é diferente da de outros consumidores no mundo a nível básico. No entanto, o que é definido como “na moda", é sempre afetado, muitas vezes profundamente, pelo progresso socioeconômico, e status, e o desenvolvimento político e econômico de um país, e também como interage com países estrangeiros, impacta na forma como o povo de uma nação se vê a si próprio, e no mundo.


Como exemplo, a Belle International e a Daphne International, duas marcas chinesas nascidas localmente, foram as primeiras marcas emergentes na China, e foram os líderes da moda chinesa na década de 2000.


A certa altura, tinham 5000 boutiques e os consumidores chineses usavam-nas há mais de uma década. Houve um tempo em que a sua camisa muito simples xadrez e jaqueta down, e a linha básica de calçado feminino, foram considerados os itens mais “na moda".


No entanto, com o rápido aumento do fast fashion após a entrada de Zara e H&M na China em 2007, Belle International e Daphne International começaram a parecer velhos e cansados. Seus estilos de marca imutáveis por mais de uma década reduziram significativamente seu market share na região e, como resultado, tiveram que fechar centenas de lojas a partir de 2015.


A ascensão do fast fashion realmente aconteceu na China após os Jogos Olímpicos de 2008; com uma maior abertura do país, a geração mais jovem começou a adotar um novo conceito de moda que incluía variedade e sempre em-tendência; mas seu foco não era excessivamente na qualidade do vestuário. O fast fashion, pela primeira vez, aproximou as runways de Paris, Milão e Nova Iorque ao jovem consumidor de Pequim. Seja quais estilos novos tinham sido indicados naqueles runways, chegaria rapidamente aos consumidores novos, e em apenas 2-3 semanas após os shows, satisfazendo a sua sede para as tendências mais novas da moda.


No entanto, a maré crescente do fast fashion perseguida pelos jovens consumidores chineses começou finalmente a descer. Desde que estas empresas de fast fashion foram empurradas para a vanguarda do mercado em 2016, o seu domínio começou a diminuir gradualmente. Os anúncios da Topshop e da Forever 21 em 2018 e 2019, respectivamente, de desligar as luzes e retirar-se totalmente do mercado chinês, foram exemplos bem observados. Os consumidores chineses têm gradualmente percebido que o fast fashion já não é suficiente para satisfazer as suas necessidades. Além da tendência, há falta de qualidade. Além da má qualidade, o fast fashion carece de personalidade e singularidade, estes são outros aspectos da moda que são uma parte importante do nosso consumo como clientes.


Por exemplo, quando uma jovem mãe que participa em uma conferência de mãe-professor de seu filho, acontece de descobrir que sua roupa é a mesma que a mãe de outra criança, ou quando uma funcionária de escritório descobre que os pontos de seu zíper se soltaram, depois de se juntar a seus colegas para uma reunião pós-trabalho, todas essas ocorrências tornariam esses consumidores de classe média frustrada, e se sentirem envergonhados que a sua imagem, e por extensão, sua auto-confiança, foram comprometidos simplesmente por causa das roupas que escolhem usar. Não querem que este tipo de coisa aconteça quando melhoram seus gostos nas perseguições de seu próprio estilo da forma. Como resultado, o fast fashion tem gradualmente desvanecido e derrapou longe de suas mentes. O que eles querem é um tipo de moda que reflete sua personalidade. Tem uma boa relação custo/qualidade, que eles também podem pagar. Eles não precisam se preocupar em usar a mesma roupa, ou seus zíperes vão se arrebentar. Querem sentir-se livres e confortáveis. Querem vestir algo que possa inteiramente refletir sua própria personalidade e ponto de vista na moda. Ao mesmo tempo, não perseguirão cegamente os bens de luxo high-end que não podem pagar, porque a sociedade chinesa evoluiu gradualmente para uma atmosfera em que mostrar excessivamente os bens de luxo que não combinam com sua própria riqueza, ou mesmo estilo pessoal, não fará com que as suas identidades pareçam mais elevadas, mas sim, apenas as transformará em "nouveau riche" aos olhos dos seus pares.


Diante da ascensão do mercado de moda chinês de mais de 400 milhões na verdade, perto de 500 milhões de consumidores de classe média, é nossa missão, bem como o nosso desafio, posicionar corretamente nossas marcas, seguir de perto e agarrar o pulso do mercado para aqueles grupos de consumidores que estão gradualmente começando a procurar essa experiência individualista, pessoal com sua moda.


Em resposta a esta tendência, esperamos propor uma solução diferente no mercado médio da moda, onde os consumidores chineses esperam personalização, qualidade e singularidade, bem como um preço razoável vs. qualidade; fornecendo o ponto de vista original e único de centenas de marcas de design original europeu.


Então, novamente, mesmo que o fast fashion, e o luxo elevado, ambos ainda têm um monte de fãs na China, e enquanto eles não vão desaparecer, as pessoas estão começando a se cansar dessas duas opções. Eles saltam entre essas ofertas padronizadas, fazendo uma escolha quase indefesa, já que não há outras alternativas.


Mais uma vez, é contra este tipo de background, que pretendemos proporcionar uma outra potencialidade para o cliente, uma miríade de escolhas, para que eles possam desfrutar livremente da moda de cada uma dessas várias regiões, como diz um provérbio chinês, é "deixar cem flores florescer” e, entre essas flores, inevitavelmente haverá aquela que se destaca para cada um desses consumidores recém-discernidos.


Diante deste vasto mercado no Oriente, sentimos que esta abordagem é uma nova inovação, e como parte deste movimento precisamos reunir a força de muitos, muitos designers, que têm o talento e a visão, e querem criar sua própria marca.


No momento, ainda estamos procurando ativamente novos parceiros de marca, mas porque houve alguma sobreposição nessas marcas já selecionadas, e em algumas das consultas recebidas, tivemos que dizer "não" para muitas pessoas. Em cada tipo de estética semelhante, podemos trazer em 7 ou 8 marcas que se sobrepõem de alguma forma, esperamos, que com alguma concorrência interna, cada marca vai trabalhar duplamente duro, e eles vão se esforçar para ser vencedores, empurrando uns aos outros para ser melhor. Mas se acabarmos com dezenas do mesmo tipo de marca, então teremos que recusar alguns deles. Este é o nosso raciocínio, e resposta a algumas das perguntas que têm sido continuamente feitas, isto é para entender quantas marcas vamos selecionar, e quais são os nossos critérios.


Em mais três a cinco anos, uma vez que o nosso projecto tenha sido lançado e esteja a funcionar, abriremos novamente as nossas portas, a essas pessoas com um ponto de vista de moda que representa uma perspectiva única. Veremos que tipos de estética têm uma forte demanda, e se não tivermos marcas representativas suficientes, então adicionaremos mais para compensar isso naquele momento; e também nos abriremos aos novos pontos de vista de design que estão surgindo, e vamos absorvê-los em nossa plataforma.


Naquele momento, acreditamos que o mundo da moda também terá começado a mudar, e haverá inovações e pontos de vista; e vamos absorver mais desses criativos em nosso projeto, e aquelas marcas com a capacidade de dirigir e liderar com seu gosto e ponto de vista, naquele momento, eles serão capazes de brilhar também. A nossa procura não reside apenas em números puros - mas sim na recolha da quantidade que sentimos que pode representar e também satisfazer os diversos gostos dos consumidores em cada parte distinta da China, e também na região circundante do Extremo Oriente. Portanto, a nossa missão, e também o nosso objectivo, é catapultar tantos designers e marcas altamente exclusivos, para o nosso mercado.


Esperamos que isto sirva de explicação e, no futuro, não continuaremos a explicar estes pontos, no interesse do tempo e da eficiência. Esperamos também na comunicação e a compreensão dos nossos potenciais parceiros.


Obrigada pelo vosso tempo e atenção.


Kate Chang

CEO

Recent Posts

See All

ATUALIZAÇÃO #8 - 4 de agosto 2020

Neste mês de Agosto, a YMYX e a nossa equipa estarão em Milão para se encontrarem com cerca de 500 marcas e várias centenas de fábricas e...

goinghome.gif

© 2020 YMYX